Khargala

Khargala passa por dificuldades…

“É uma época de guerra. Uma época de morte… Época onde grandes reinos, gigantes impérios e magníficos reis caem perante um sistema ditador e opressor. O continente de Khargala passa por dificuldades. Na verdade, todo o mundo passa por dificuldades. Há boatos de que as terras livres do continente vizinho enfrentam uma grande guerra contra Gigantes Elementais vindos da mítica ilha de Zaphira. Mas… isso não pode ser verdade, afinal… a magia está morta. Khargala está morta. Já faz anos que Khargala não é a mesma.

Já faz anos que o rei caiu. E já faz alguns anos que o mesmo rei, Lorde Brhadas, lidera a resistência contra Aquele Que Não Possui Um Nome. Houve uma época em que Khargala era governada pelo rei Bhradas com sabedoria e bondade, onde os campos e florestas eram verdes e vivos, onde as pessoas riam e viviam suas vidas simples com felicidade e harmonia. Uma época onde a magia ainda estava viva…

Há aqueles que dizem-se heróis por ter defendido o reino nas grandes guerras. Também há aqueles que admitem no fundo de seus corações que, mesmo quando sua ajuda era necessária, fugiram. As batalhas foram o começo. Uma estranha escuridão tomou conta de Khargala e a esperança começou a desaparecer.

Com a pífia esperança de proteger Khargala, sangue foi derramado, raças foram exterminadas, famílias sofreram e homens e mulheres que marchavam sob a bandeira da liberdade morreram. Foram anos de derramamento de sangue desnecessários, após a primeira batalha às margens do Rio Verde, o reino já havia sido derrubado e, ali, a resistência começaria a lutar contra o novo governo. Mais longos e demorados anos se passaram e, após mais dois grandes confrontos, nada havia mudado.

Hoje é um dia de triste, um dia escuro, chuvoso e infeliz, assim como todos os dias… após tantas perdas, tantos confrontos, tanto sangue, a cidade escondida de Dorath permanece sob um monótono silêncio.”O Velho

Figura 2: Mapa – Território de Khargala